Blog

A toxina botulínica, popularmente conhecida como Botox, é um dos tratamentos mais utilizados atualmente na dermatologia estética. Muitas vezes apontada como vilã, a substância pode ter efeitos positivos na prevenção e melhoria de rugas. Para isso, é necessário que seja aplicada por profissionais especializados, que saberão como fazer o melhor uso do Botox.

A substância é uma toxina produzida por uma bactéria chamada Clostridium botulinum, a mesma que causa o botulismo, mas a toxina botulínica industrializada é purificada e usada em doses que não causam a doença. Sua forma cosmética é uma injeção não cirúrgica, que temporariamente reduz ou elimina linhas de expressão, rugas na testa, pés de galinha e bandas grossas no pescoço.

O uso pode ser feito em qualquer idade adulta. Quanto mais profunda a ruga, maior o contraste de luz e sombra. Ainda que tenhamos uma ruga profunda, o relaxamento da musculatura subjacente reduz sua profundidade, disfarçando a presença delas. As rugas mais rasas desaparecem com a aplicação da toxina, enquanto as linhas de expressão mais profundas são amenizadas.

A toxina vem sendo utilizada também no tratamento da hiperidrose. Quando aplicada nas axilas ou nas palmas das mãos, permite que pacientes levem uma vida normal, sem os inconvenientes e constrangimentos causados pela sudorese excessiva e sem a necessidade de afastamento de suas atividades diárias.

O efeito do Botox inicia-se de 48 a 72 horas após a aplicação, e tem efeito máximo em 1 semana. A duração é, em média, de 4 a 6 meses, podendo aumentar com sucessivas aplicações.